Experimentando música

O facebook nos apresenta coisas que de outra forma passariam batido por nós, né? Daí você vê uma imagem curiosa, uma chamada diferente e quando se dá conta, tá descobrindo algo novo.

Foi assim que cheguei até o CDZA, com um link para o vídeo de jukebox humana. CDZA é um coletivo de músicos que une imagens, sons, experimentação e muita, mas muita criatividade. Acho demais “tropeçar” em coisas assim, saber que tem gente inventando coisas e se divertindo (e nos divertindo) pacas.

Nós já demos um “Curtir”! Aqui vai a minha seleção:



Anúncios

Azealia Banks

Em breve teremos mais uma edição do Met Ball, tipo Oscar da moda. E sabe quem vai dar uma palinha? Azealia Banks. Nunca ouviu falar? Nem nós…

Trata-se de uma rapper americana, 20 anos, do Harlem. De acordo com a wikipedia nossas pesquisas, ela surgiu na cena musical em 2011, com a música 212 (vídeo no final do post).
Bueno, Banks vai de braços dados do Alexander Wang, estilista do look da moça na festinha, na próxima segunda. (Sim, A festa do arromba em plena segunda-feira…) Pelo visto, ela está super requisitada: vai fazer um show para Prada. Será que a queridinha dos desfiles, Lana Del Rey, vai perder a cadeira? Parece que não: elas teriam gravado juntas uma versão de Blue Jeans. No youtube, o vídeo está bloqueado… ai que curioso!

Brazilian Girls

Como Don’t Stop não sai das nossas cucas, resolvemos passar o vício adiante. A música é do grupo novairoquino (que palavrinha bem feia quando escrita… Checamos no Google e é isso ae mesmo, galera) Brazilian Girls. E pasmem, não tem nenhum tupiniquim na banda.
A estilosa vocalista é Sabina Sciubba é acompanhada pelo tecladista Didi Gutman e do baterista Aaron Johnston. Segue o vídeo de Don’t Stop, sonzinho bacana pro esquenta desta sexta-feira.

Flight Facilities

Se você é daquelas (les) que curte muito a aura dos anos 80, com seus lurex, collants e patins, vai gostar do clipe de Foreign Language. A música é do misteriosa dupla de DJs Flight Facilities.

Misteriosa porque os integrantes “escondem” suas indentidades reais. Eles divulgam, por exemplo, que são Trinidad e Tobago, quando tudo indica que são da Austrália.

O nome e logo vieram da companhia aérea australiana dos anos 70, onde o avô de um dos djs trabalhava. Vale conhecer um pouco mais do FF! Crave you não sai das nossas cucas. #ficadica

Site
Facebook
My Space

Roqueiros no jardim de infância



Formada por crianças de 8 a 10 anos, a “Mini Band” toca clássicos como Metallica, Guns, Led Zeppelin, etc. O vídeo dos pequenos tocando “Enter Sandman”, do Metallica, foi postado no YouTube em 2 de outubro e recebeu, em menos de uma semana, mais de 2 milhões de acessos.



A banda foi formada há cerca de seis meses, na cidade de Thatcham, no Reino Unido. “Eu decidi formar o grupo em volta do guitarrista Harry Jackson, de 8 anos, que é um dos melhores que eu já vi na idade dele”, disse o  professor de música dos meninos, Leo Westby, em entrevista ao portal G1.


Mas nós achamos que a única menina do grupo, a fofa Zoe Thomson, de 8 anos, não fica pra trás de Harry nas guitarras não! A loirinha tem um video no YouTube fazendo o solo de guitarra da música “Sweet Child O Mine”, do Gun’ ‘N Roses, que chegou a receber mais de 1 milhão de visitas.


A página criada para a “Mini Band” no Facebook também já foi “curtida” por mais de 10 mil usuários.


No último verão no hemisfério Norte, a “Mini Band” fez cerca de 10 shows. Após uma pausa de algumas semanas, eles participaram do festival de Bucklebury, onde o vídeo do YouTube foi gravado. “Eles têm mais três shows programados”, conta Westby.


São ou não são os mini roqueiros mais fofos do mundo?!

Lana Del Rey

Primeiro Amy Winehouse, então Adele e Duffy. Agora tem mais um vozeirão na praça: Lana Del Rey. Ela nova-iorquina, tem 24 anos, e seu nome de verdade é Lizzy Grant. Ela faz o estilo bondgirl dos anos 60, né?

O carreira da moça nasceu na internet (como quase tudo hoje em dia) e tem alimentado alguma discussão. Tem críticos achando que Lana, ou melhor Lizzy, é mais uma montagem da indústria fonográfica. Já os fãs não estão nem aí, defendem que ela é um talento real. 

Bom, seja qual for o caso, ela tem sim um vozeirão e está sendo bem assessorada – vide a produção dos seus videoclips. Agora, que ela força nas caras de bocas/bocões… ah, isso não tem como negar!

Se ela fosse nossa cliente, achamos que ela compraria coisas mais românticas, com pegada retrô. Concordam?

Pulseira Artesã: pintada à mão, sobre madeira
Pulseira Trópico Nude